A Dança de Gujo (Gujo Odori) conhecida pelo refrão “Quando se parte de Hachiman em Gujo, limpa-se a manga mesmo sem estar chovendo”, segue uma tradição de 400 anos na cidade de Gujo Hachiman. Ela começou quando na Era Edo, o senhor do castelo visando conciliar as classes sociais, reuniu na cidade todos as danças de “Bon-odori” (Dança de Finados) das vilas sob seu domínio. Ele determina que “Durante os 4 dias de finados, todos devem dançar esquecendo a divisão social” e assim a cada ano o evento foi crescendo.
Com este fundo histórico, na Dança de Gujo qualquer pessoa, tanto turistas como moradores se unem e dançam juntos alegremente. Por isso diz-se que “Gujo Odori” não é para “ver” e sim para “dançar”.
O som do acompanhamento musical e do geta (tamanco) junto com o sussurrar do rio, ecoando nas montanhas de uma noite de verão tem uma atmosfera especial. O climax vem quando após dançar durante a noite toda, perto do amanhecer o céu começa a se abrir ao leste. Neste momento, cantores e dançarinos se sincronizam lamentando a noite curta enquanto a dança prossegue.
À partir daqui daremos informações básicas sobre o “Gujo Odori” em forma de Perguntas & Respostas, bem fácil de entender. É uma página para quem vai participar da Dança de Gujo ou para quem planeja uma viagem.

P) Quando se realiza a Dança de Gujo?

R) De meados de julho até meados de setembro, durante 33 noites. É o festival de dança de finados mais longo do Japão, podendo-se dizer que o verão de Gujo Hachiman começa e termina com dança. Cada noite a dança ocorre em um lugar, baseando-se no calendário festivo de cada bairro. Isso dá uma noção da mistura das velhas com as novas tradições, permitindo que se percebam os antigos costumes que restam na cidade.
É feito um rodízio dos locais pela cidade durante o verão. Pode-se dançar tanto no meio das vilas e cruzamentos, como em santuários xintoístas como nos tempos antigos. Há dias também em que é preciso se deslocar para estacionamentos de hotéis no meio da montanha.

O horário nos dias de semana e domingos é das 8h às 10h30 e aos sábados é das 8h às 11h. Pode haver mudança devido a eventos especiais.O climax do festival é o “Tetsuya Odori” (Dança até o amanhecer) que acontece em 4 dias: 13, 14, 15 e 16 de agosto.

gujo-aire

P) É necessário usar vestimenta especial?

R) Não, o principal atrativo do “Gujo Odori” é justamente o fato de qualquer um poder participar livremente. Porém quem vai achando que “Camiseta está ótimo”, chegando em Gujo Hachiman provavelmente se arrepende pensando “Deveria ter vindo de yukata (roupa tradicional)”.
Isto porque quem vai a Gujo Hachiman logo percebe que a cidade respira aquela atmosfera do verão japonês, onde o “yukata” combina perfeitamente.
Além disso até os iniciantes desajeitados nos movimentos, quando estão vestidos com “yukata”, por incrível que pareça, dão a impressão de estar no ritmo. Para quem quiser, existem lojas que alugam a vestimenta.

O “geta” (tamanco) deve ser usado obrigatoriamente, pois sua batida aumenta o tom e é uma das características da dança. Nas lojas especializadas, confecciona-se tamancos com ajuste perfeito ao pé e tiras ao gosto de cada um, tornando-se um produto personalizado e uma lembrança de viagem.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

P) Quantos tipos de dança existem?

Existem 10 tipos e esta grande variedade é outra característica da dança.
Dizem que isto aconteceu porque na Era Edo reuniu-se as Danças de Finados de vários locais para incentivar o “Bon odori” de Gujo.
Começa-se com a famosa “Kawasaki”, cujo refrão foi citado acima. Comparando a um jantar japonês, pode-se dizer que seria um prato de entrada. Em seguida, vem o correspondente ao “sashimi” do jantar: “Harukoma”. Ao contrário da maioria das canções folclóricas japonesas, esta tem melodia rápida.
“Sambyaku” é uma dança um pouco complicada assim como é trabalhoso tirar as espinhas de um peixe assado.
A dança seguinte, “Yachiku” de ritmo mais lento, seria um cozido. “Gengen Barabara”, o nome é diferente, os movimentos são acelerados e corresponde às frituras. O peixe recomendado seria a diferenciada “Sawagi” ou “Neko no Ko”. Após comer e beber muito, a refrescante sobremesa seria “Matsusaka”.
Esta sequência de dança foi proposta pelos antepassados mas mesmo do ponto de vista da ciência esportiva atual, é considerada muito racional. A razão da Dança de Gujo poder ser dançada a noite toda está nesta ordem.
gujo-musicos

P) Há diferença na coreografia de homens e mulheres?

Não, é igual para ambos.
Muitos que participam do “Gujo Odori” se surpreendem com a quantidade de homens dançando. Como na dança ergue-se os punhos, chuta-se o chão, com muitos movimentos fortes, provavelmente os homens não se sentem desconfortáveis.
Geralmente no “Bon Odori” são as mulheres que se destacam (principalmente senhoras), então no “Gujo Odori” os homens se vingam, pois na verdade eles também querem dançar.

P) É verdade que existe um Certificado de Excelência”?

R) Sim. Para os viajantes que dançam bem a Associação de Preservação da Dança de Gujo, emite um certificado. A avaliação é feita pelos jurados da Associação que todas as noites às 10h expõem no mural a música do dia.
Aqueles que eles acharem “Este dança bem!”, recebem na hora uma tábua de madeira que deve ser trocada no escritório da Associação de Preservação da Dança de Gujo por um belo certificado com escrita em pincel, onde consta “Certifico que obteve excelência na tradicional Dança de Gujo”
Até cerca de 10 anos atrás, este certificado era emitido mediante pagamento, porém visando preservar a justiça e a qualidade, agora só o recebe quem passa pelo rigoroso julgamento. A quantidade emitida por noite é segredo.

gujo-premiacion

P) E se chover?

R) Se for uma garoa a dança é realizada. Como diz o refrão “Limpa-se a manga mesmo sem estar chovendo”, então “Ensopar na chuva” não é nada na Dança de Gujo.
As pessoas que dançam se molhando entre os guarda-chuvas dos espectadores, são chamados na cidade de “fanáticos da dança”. Entretanto, no caso de tufões e chuvas fortes, é preciso desistir e deixar a água passar.
705

Tipos de dança:
  1. 1.“Kawasaki”, é a música símbolo da Dança de Gujo, apreciada por todos pela melodia calma e coreografia elegante.2.“Harukoma”, é uma dança apropriada para Gujo que na Era Edo criava muitos cavalos. A imagem das rédeas sendo corajosamente manejadas estão nos movimentos da dança. O som das flautas parecem relinchos, a vibração da palheta no shamisen se assemelha ao som dos cascos do cavalo.kawasaki-harukoma

    3.“Sanbyaku”, No 9º ano da Era Horeki, o senhor Aoyama designado para governar Gujo distribuiu 300 bu (dinheiro da época) para agradar a população exausta. Espantados e emocionados, os moradores começaram a comemorar dando origem à dança. O gesto de jogar feixes de arroz, de andar num terreno molhado, movimentos que remetem ao trabalho agrícola estão na letra da música.

    4.“Yachiku”, próspera como cidade periférica ao castelo, à partir do final da Era Edo, muitos artistas ambulantes surgem em Gujo Hachiman. Entre eles, havia um que segurava 8 pedaços de bambus alinhados nas mãos e de porta em porta, tocava uma melodia que originou esta dança.

    5.“Gengen Barabara”, caracterizada pelo elegante movimento de afastar as mangas do “quimono”, inspirada nas empregadas domésticas do castelo que brincavam com bolas típicas japonesas.

    6.“Neko no ko”, antigamente os gatos eram importantes para espantar os ratos que comiam os bichos-da-seda dos produtores de seda. Esta dança alegre e solta, imita os graciosos gestos dos filhotinhos de gato.

    7.“Sawagi”, dança baseada na música “Sawagi Uta” que fez sucesso nas áreas de prostituição da Era Genroku. As palmas chamativas e a letra da música representam a emoção e a sensualidade da relação entre homens e mulheres.

    8.“Gujo Jinku”, é uma canção de sumô que fez sucesso no final da Era Edo, originou a dança em Gujo onde prosperava o sumô amador. É interessante como o movimento de entrada no ringue combina com a melodia.

    9.“Kocho Kawasaki”, na Era Tensho (anos 1580), a música “Kawasaki Ondo” da cidade de Ise Furuichi chega a Gujo, dando origem a dança. Os gestos e a letra da música remetem ao trabalho agrícola e tendo alto valor folclórico foi designado como patrimônio cultural imaterial do Japão.

    10.“Matsusaka”, é uma dança que emana emoções profundas apesar da melodia monótona. Conforme antigas tradições “Matsusaka” é sempre a última dança da noite.gujo-portada-1

Edição: Andrea Nakasone
Tradução: Edna Sato
GUIA DO JAPÃO- guiadojapao.com
O seu guia de viagem no Japão, operado pela Earth Design Co.
Agência de Viagens e Operadora de turismo no Japão.